quarta-feira, 24 de novembro de 2010

A Dança Das Ondas

já parou e reparou no simples,
desejo agora estar no mar, dançar sobre as ondas e sentir a brisa do litoral;
o toque de uma pequena onda que deixa sua crista quebrar-se , passando por uma transformação
só quero sentir o balanço e o movimento na qual muitos usufruíram e que é comentado a cada canto da cidade, mas que para nós ainda não foi alcançado.
Ver a noite surgir e com ela a Lua na qual converso todos os dias e conheço melhor do que ninguém fazer um espetáculo, porém, esse espetáculo será restrito
pois não há pessoa que entenda melhor do que eu, a sincronia deve ser perfeita;
sim, a nossa ocorre deste modo, sabemos como acontecerá
a Lua, o mar, as palmeiras agitadas dançando como um casal apaixonado tornando a areia cristalizada do litoral um palco diante de uma noite que para muitos é inesquecível e assim não será diferente,
pois o mar pode ser um dilema, mas ao insistir conseguirá a dança desejada junto as ondas que um dia já foram distantes.


Vinícius Cappato Guerra Silva.

Um comentário:

  1. Maaano! Mandou bem pra caramba, fico MUITO bom! Parabéns, meu orgulho *-*

    ResponderExcluir